Dicas de Poupança. O potencial das renováveis

Publicado em: 04/01/2016 – 9:49:59
A rubrica Programa Polo Positivo chega ao fim. Decidimos, por isso, dedicar este último tema às energias renováveis.
energia solar
Numa altura em que se inicia um novo ano, há espaço para novas reflexões e decisões. Por isso, tomar consciência do nosso papel para a sustentabilidade ambiental, através da adoção de comportamentos de consumo energético mais responsáveis pode ser uma boa decisão de ano novo.
O Programa Polo Positivo vai continuar acompanhar as Instituições Particulares de Solidariedade Social na missão de ajudar estas organizações a identificarem formas para reduzir os seus consumos energéticos, para que possam poupar recursos financeiros e reinvesti-los nas suas ações sociais.
Energias Renováveis
Uma fonte renovável de energia é aquela que vem de recursos naturais que são naturalmente reabastecidos, como o sol, vento, chuva, marés e energia geotérmica. Pelo contrário, as fontes de energia não renováveis são aquelas que – como o petróleo, o gás natural e o carvão mineral – demoram milhões de anos até se voltarem a formar no interior do planeta. As fontes de energia renovável mais conhecidas são a energia solar, a hídrica, a eólica, a geotérmica e a biomassa.
A utilização de sistemas de aproveitamento de fontes renováveis de energia passa, geralmente, pelas seguintes soluções:
– Coletores solares térmicos, para aproveitamento da energia solar no aquecimento de água para fins sanitários ou para aquecimento ambiente. A sua integração ou complemento com sistemas convencionais – como caldeiras a gás com depósito de água quente – garante uma disponibilidade permanente de água quente e uma redução na fatura energética anual que pode atingir 80%.
– Sistemas solares fotovoltaicos, para produção de energia elétrica a partir da radiação solar. A eletricidade produzida pode ser para autoconsumo ou para venda à rede elétrica, proporcionando, no caso do autoconsumo, uma importante redução dos custos com a energia elétrica.
– Caldeiras a biomassa, para produção de água quente para fins sanitários ou para aquecimento ambiente. As caldeiras são equipamentos que se instalam, normalmente, num local fora do edifício, um anexo ou cave, e que servem para aquecer a água que depois é usada no aquecimento, para os banhos ou para as lavagens. Têm rendimentos normalmente superiores a 85% e podem ter alimentação manual ou automática, usando biomassa na forma de estilha, briquetes ou pellets.
A viabilidade técnica, económica e a adequabilidade prática de qualquer solução devem ser sempre cuidadosamente verificadas antes da sua instalação. Tal como os sistemas que usam energia convencional, também os equipamentos de aproveitamento de fontes renováveis carecem de uma gestão e manutenção cuidadas. Um funcionamento eficiente irá certamente proporcionar poupanças significativas.
Adene/Polo Positivo
OJE/Polo Positivo